Bateria suplementar

Imaginemos chegar a um local e termos de pernoitar no meio do nada!
Obviamente que após um dia de maus caminhos vamos querer algum conforto e claro a energia eléctrica neste caso marca toda a diferença, poderemos ter uma TV, um portátil, iluminação um conversor de 12/230V, etc, etc.

Ao usarmos a bateria do nosso panda estaremos a sacrificar a mesma e na manha seguinte podermos não ter carga suficiente para o panda "pegar"!?
A solução para este caso é usar uma bateria suplementar que aguente o equipamento acima referido.
Clicar para aumentar

O esquema acima referido é uma alternativa, a soluções comerciais bastante caras.

Os fusíveis deverão estar montados o mais próximo da bateria, pois são peça fundamental na segurança de qualquer instalação eléctrica.

Quando a ignição está desligada, o relé abre e não há passagem entre as duas baterias, tornando-as autónomas. Para isso o fio que onde é referido "Da ignição" liga ao ligador da ignição onde são ligados os instrumentos eléctricos após se rodar a chave.

Quando se rodar a chave para ligar o Panda, o relé fecha e começa passa a haver contacto com as duas baterias e o alternador, carregando assim a bateria suplementar com um máximo de 15A, este valor é definido pelo díodo D2.

Existe um díodo, D1, em anti-paralelo com os pinos 85 e 86 do relé, este impede que correntes induzidas pela bobina do relé danifique algum componente electrónico do e ligado ao panda. A sua colocação é opcional mas aconselhável.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Caneta para Teste de Polaridade (12V)

Módulo de Ignição Electrónica (Platinado Electrónico)

Aplicação de Copo de Lubrificação nas ponteiras da direcção